Colaboração homem-robô (CHR)

Na colaboração homem-robô (CHR) o homem e o robô trabalham juntos lado a lado. O homem controla e monitora a produção, o robô assume os trabalhos físicos fatigantes. Os dois contribuem com suas capacidades: um princípio decisivo da Industrie 4.0.

Colaboração homem-robô: a tecnologia

Na colaboração homem-robô, o robô é o assistente do homem. Isso significa que: a máquina não substitui o homem, mas complementa as suas capacidades e o alivia de trabalhos fatigantes. Estes trabalhos podem ser, por exemplo, trabalhos acima da cabeça ou o levantamento de pesos pesados. Os robôs autônomos colaborativos também pode ser usados no suprimento das estações de trabalho, por exemplo, na própria KUKA.

Na fábrica do futuro não existe uma separação entre estações de trabalho automatizadas e estações de trabalho manuais. O homem e o robô trabalham juntos de forma colaborativa e ideal – sem separação, sem cerca de proteção.

Collaboratieve robot
O LBR iiwa com capacidade CHR trabalha lado a lado junto com pessoas.

CHR com o LBR iiwa

A KUKA desenvolveu o primeiro robô homologado para a colaboração homem-robô: o KUKA LBR iiwa. Ele usa tecnologia de comando inteligente, sensores de alta performance e as mais modernas tecnologias de software – possibilitando assim soluções colaborativas totalmente novas na tecnologia da produção. Dessa forma é possível automatizar de forma econômica também atividades bastante complexas, que até então eram executadas manualmente.

Robôs com capacidade CHR como o LBR iiwa tornam-se móveis e flexíveis para executar funções diferentes usando plataformas móveis como a KUKA flexFELLOW. Assim eles podem ser utilizados exatamente no local e para a finalidade que é apropriada para a sua produção – por exemplo, dependente da quantidade requisitada. Além disso, o LBR iiwa lhe oferece máxima flexibilidade através da chamada automação espontânea: ele lhe apoia de forma ideal como ajudante em picos de carga e gargalos de recursos na produção. 

Vídeo: Lado a lado com o colega robô na fábrica BMW em Dingolfing

A CHR aplicada ainda é uma temática jovem, na qual a KUKA já está coletando muitas experiências práticas e pôde realizar soluções reais. Por exemplo na BMW em Dingolfing: onde antigamente os trabalhadores tinham que levantar e unir pesadas engrenagens cônicas para trações dianteiras, hoje eles trabalham juntos, lado a lado, com o seu colega robô sensitivo LBR iiwa em espaço bastante limitado – totalmente sem cercas de proteção e em seu ambiente costumeiro.

CHR na prática: uma colaboradora na fábrica BMW em Dingolfing na colaboração com um LBR iiwa.

 Aqui você encontra uma visão geral de outros relatórios de usuários sobre o tema CHR.

Colaboração homem-robô: as vantagens

A colaboração homem-robô revoluciona a produção e fabricação industrial na fábrica do futuro e traz consigo vantagens decisivas:

  • Máxima flexibilidade na produção
  • Alívio dos colaboradores através da transferência de passos de trabalho manuais, ergonomicamente desfavoráveis, até então não automatizáveis
  • Risco reduzido de ferimentos e infecções, por exemplo, através de garras CHR especiais
  • Execução de alta qualidade de processos reproduzíveis – sem investimento específico de tipo ou relevante de componentes
  • Aumento da produtividade e da complexidade de sistema através de sistema de sensores integrado

Nós utilizamos cookies para oferecer a você o melhor serviço online. Saiba mais.

Ok