Industrie 4.0 na KUKA

A Industrie 4.0 terá consequências disruptivas semelhantes na a produção industrial, como a internet teve na comunicação. Por isso a KUKA vem reduzindo há anos as fronteiras da colaboração homem-robô (Cobotics) e da mobilidade. Hoje os cobots (robôs colaborativos) móveis já reagem de forma inteligente ao seu ambiente e encontram aplicação universal. O "colega robô" se torna uma realidade na KUKA.

Os robôs de KUKA: "Industrie-4.0-ready"

Adicionalmente aos robôs industriais normais, a próxima geração de máquinas inteligentes é dotada de todas as habilidades que caracterizam os sistemas ciber-físicos na Internet das Coisas. Além disso, eles receberam inteligência adicional para, por exemplo, controlar os seus movimentos de forma mais precisa. A KUKA chama os robôs com estas habilidades de "Industrie-4.0-ready".

A visão por trás da próxima revolução industrial integra o homem e a máquina na produção e requer a máxima flexibilização dos sistemas. A KUKA está trabalhando há anos para tornar esta visão uma realidade – e está no cerne da ação: hoje já existem máquinas inteligentes como cobots e plataformas, que apenas vagamente se assemelham à nossa imagem de um robô industrial. Elas cooperam diretamente com o homem, são móveis ou até combinam as duas habilidades. E elas usam conhecimentos da nuvem.


O KMR iiwa em atividade na produção da KUKA

A plataforma móvel KMR iiwa demonstra a Industrie 4.0 na produção da KUKA.

Robótica móvel na KUKA

Na Industrie 4.0 unidades móveis inteligentes agem de forma independente. Robôs em plataformas móveis se movem de forma autônoma e encontram o seu destino por conta própria. Eles se alinham milimetricamente à peça ou simplesmente invertem as execuções usuais: por exemplo, quando o robô se move até a peça e não o contrário.

Soluções de automação móveis como o KMP omniMove da KUKA possibilitam a manobrabilidade irrestrita em qualquer direção e a rotação do robô em torno do seu próprio eixo. Com rodas de deslocamento omnidirecional o veículo pode ser navegado livremente sem reorientação das rodas, e direcionado em todas as direções por controle remoto, mesmo nos menores espaços. Em relação a rodas de direção convencional a área de logística pode ser reduzida em até 50 porcento.

Os veículos KMP omniMove para a logística interna conseguem erguer, sem esforço, cargas de 100 quilogramas até 100 toneladas. Com dez diferentes variantes de veículos eles oferecem inúmeros pacotes de opções específicos para clientes atendendo diferentes requisitos, inclusive navegação autônoma e gestão de frotas.

KUKA Cobots: Colaboração homem-robô com o LBR iiwa

Com o LBR iiwa a KUKA estabeleceu em 2014 o alicerce para uma nova relação entre o homem e o robô na Industrie 4.0: a cooperação direta e segura sem encapsulamento de proteção. Como componente de uma Smart Factory o LBR iiwa, graças à sua técnica sensitiva, está em condições de aprender com seu colega humano. Conectado à nuvem, ele controla, otimiza e documenta os resultados do seu trabalho por conta própria.

Cobots inteligentes como o LBR iiwa exploram novas áreas para a automação: eles carregam máquinas ou sistemas de logística, montam engrenagens e muito mais. Eles reconhecem, por exemplo, tolerâncias no posicionamento das peças ou identificam o tipo do componente.

Na fábrica do futuro as possibilidades de aplicação são praticamente inesgotáveis. O LBR iiwa comprova que as visões da Industrie 4.0 são executáveis na realidade. Hoje em dia os robôs já trabalham lado a lado com o homem e expandem as suas possibilidades: para que o trabalhador possa realizar o seu trabalho de forma mais eficiente, ergonômica, precisa e concentrada.

Industrie 4.0 na KUKA: o LBR iiwa permite uma colaboração direta entre o robô e o homem.

A mobilidade encontra a colaboração homem-robô

O próximo passo no âmbito da Industrie 4.0 são os cobots móveis: esses robôs reagem de modo inteligente ao seu ambiente e, ao mesmo tempo, estão em condições de se mover de forma autônoma.

O espectro de cobots móveis da KUKA vai de robôs de construção leve de deslocamento manual até sistemas de atuação autônoma no ambiente como o KMR iiwa. Essa nova geração da robótica móvel pode ser usada da forma ampla: já hoje robôs móveis assumem funções de logística de forma autônoma e trabalham diretamente junto com o homem. É imaginável até mesmo o uso no escritório ou no service.

Com cobots móveis apropriados para aplicações industriais como o KUKA KMR iiwa são removidas as fronteiras existentes para a robótica no ambiente de produção. Eles estão equipados com navegação SLAM, dispensando marcações estáticas no piso, loops de indução ou ímãs para a definição dos caminhos. Os robôs criam, de forma independente, mapas do seu ambiente e compartilham este conhecimento com outras unidades na frota. O resultado é um "plano de locomoção e de rota" comum e integrado, que permite a execução coordenada de todos os movimentos do robô.

Nós utilizamos cookies para oferecer a você o melhor serviço online. Saiba mais.

Ok