Escolha a sua localização:

País

Célula de solda faz a solda de pás de ventiladores gigantes

A solda é uma arte nobre na construção de instalações. STELA, um "hidden champion" na tecnologia de secagem, conhece ambos. Na empresa de médio porte uma célula de solda KUKA inovadora eleva a solda de grandes componentes como ventiladores a novas dimensões.


Um exemplo que mostra que também empresas de pequeno e médio porte se beneficiam de um robô

A empresa familiar da Baviera STELA Laxhuber de Massing, que hoje é gerida pela terceira geração de Thomas Laxhuber, é um "hidden champion" entre os construtores de instalações. Para clientes do mundo todo a STELA – cujo nome vem do seu fundador Stefan Laxhuber – e os seus 235 colaboradores concebe, solda e fabrica instalações de secagem sofisticadas em todos os tamanhos e campos de aplicação imagináveis. Os clientes para estas instalações vêm do mundo todo, entre outros, da indústria agrária, do processamento de materiais de madeira, da indústria de alimentos, rações, celulose e indústria papeleira ou da gestão de água.

No vídeo: Robô no setor de solda na STELA faz a solda de ventiladores gigantescos

Componentes altamente robustos usados em sistemas da STELA são soldados com precisão

Secagem em grande escala e com componentes robustos

O cerne destes sistemas de secagem são ventiladores potentes, que ativam uma corrente de ar quente para extrair a umidade de produtos como cereais, milho, madeira ou plástico reciclado. Isso os torna duráveis e cria os pré-requisitos para a sua continuidade de processamento. Os rotores dos ventiladores nos secadores podem ter um diâmetro de 1,60 metro e pesar meia tonelada. Quando um colosso destes é acelerado a uma velocidade de até 3.000 rotações por minuto, a qualidade de ponta de todos os componentes montados e altamente robustos é um 'must' absoluto.
Stefan Laxhuber tem um alto grau de exigência quando se trata da qualidade dos seus produtos

A própria STELA produz e solda os principais componentes

"A particularidade na STELA é o elevado nível de integração vertical", enfatiza Thomas Laxhuber, que assumiu a gestão na terceira geração em 2014. "Para continuar produzindo sistemas de secagem de liderança mundial, nós mesmos queremos produzir os componentes principais das nossas máquinas até onde for possível. Nisto vemos um pré-requisito para uma longa vida útil dos sistemas." Isso se aplica particularmente também a componentes ainda mais robustos como os rotores de ventiladores. Estes ventiladores radiais com as suas pás sugam o ar ao longo do eixo do motor e o sopram novamente para fora em um ângulo de 90°.
A construção em aço bascula para dentro da célula, onde pode ser iniciada a solda

Solda com precisão coreografada

Hoje, Andreas Utz está diante de uma célula de solda de aproximadamente 40 metros quadrados no meio do pavilhão de produção. O gerente de produção de ventiladores na STELA controla a célula de robô cell4_arc novinha em folha. Dentro da célula o robô KUKA de seis eixos do tipo KR CYBERTECH move ritmicamente o seu esguio braço laranja durante a solda e conduz o maçarico controlado por sensores ao tambor do ventilador. Antes disso, Andreas Utz parafusou a construção de aço no posicionador. Depois que a unidade de posicionamento estava basculada para dentro da célula, um laser de linha inteligente primeiramente escaneou o componente via KUKA.SeamTech Finding e determinou o ponto de partida ideal para o maçarico. Agora a solda podia começar com precisão milimétrica. O robô solda cordão por cordão – sempre com a mesma precisão coreografada do software KUKA.ArcSense.

No processo manual a solda levaria pelo menos um dia, com a célula de robô, cerca de 50 minutos

No setor de solda, tempo é dinheiro: a célula de solda robotizada aumenta a produtividade

Um ventilador radial é soldado em cerca de 50 minutos. Quando a peça pronta sai da célula, a próxima peça anteriormente parafusada já começa a entrar na célula do outro lado de Andreas Utz. "Work in progress", diz Utz com um sorriso. "No processo manual a solda leva cerca de um dia. Com a célula de robô agora estamos na via rápida da produção. Tanto em tempo como em qualidade. Isso porque os cordões de solda são soldados com tal perfeição e rapidez, que não seria possível manualmente. Agora soldamos quantidades que nunca sonhávamos ser possível e estamos aptos novamente a gerir o volume de pedidos."
"Os cordões de solda do robô são de uma precisão tal que não seria possível fazê-los manualmente", diz Andreas Utz

É difícil encontrar pessoal apropriado que solda manualmente

O caminho para facilitar dessa maneira o trabalho no setor de solda foi menos simples que a operação da célula. Sven Pietsch ainda lembra muito bem as reações desdenhosas dos fornecedores de robôs quando o Gerente de Compras da STELA, junto com o Diretor Thomas Laxhuber, foi à procura de uma célula de solda. "Estávamos sob pressão", lembra Pietsch. "As carteiras de pedidos estavam cheias e ao mesmo tempo ficava cada vez mais difícil encontrar mão de obra apropriada para a solda exigente, mas também comparativamente monótona."
Um laser de linha escaneia o componente e determina o ponto de partida ideal para o maçarico 

Uma célula perfeitamente sob medida para a solda rápida, configurada a partir de módulos padrão

A empresa da Baviera procurou em vão por soluções apropriadas para a solda em várias feiras. "Aparentemente éramos considerados muito insignificantes como empresa de médio porte", diz Sven Pietsch com um sorrisinho. "Até que encontramos os especialistas da KUKA na Feira EUROBLECH em Hannover. Aqui rapidamente começamos a discutir uma solução personalizada para soldar os nossos grandes componentes." No TechCenter da KUKA para a solda logo já se mergulhou profundamente nos fluxos de produção da STELA e configurou-se assim a célula de robô cell4_arc perfeitamente elaborada para a solda de ventiladores a partir dos diversos modelos padrão disponíveis – com todo o hardware e software necessário para a aplicação de solda. "Todo o tempo sentíamos que estávamos lidando com as pessoas certas e a tecnologia certa", constata Thomas Laxhuber. 
O robô solda consistentemente com a mesma precisão coreografada do software KUKA.ArcSense

Uma célula perfeitamente adaptada que solda rapidamente e com alta qualidade 

A cell4_arc para a STELA também descreve para a KUKA um novo caminho para as etapas de automação modular específicas do cliente. "Com o nosso conceito KUKA cell4_production podemos, junto com os nossos clientes, unir componentes perfeitamente harmonizados entre si e padrões comprovados da área da solda com gás de proteção, para soluções ideais para a solda automatizada. Com o software de aplicação apropriado, o manuseio e a programação dos parâmetros de solda são extremamente simples e ajudam a atender as mais elevadas exigências de produção", diz Mathias Klaus, responsável pela Solution Sales Modular Cell Business na KUKA. "A célula de robô que solda ventiladores na STELA, é um exemplo notável disso." 

Há quase 100 anos tem sido parte do DNA da STELA, sermos guiados pela qualidade e tecnologicamente estamos sempre um passo à frente. Graças a essa automação, que solda ventiladores em nossa empresa, também podemos construir sobre isso no futuro.

Thomas Laxhuber, Diretor da STELA Laxhuber GmbH

Encontre um System Partner KUKA perto de você

Encontre aqui o parceiro apropriado para o seu ramo ou para a sua demanda.

Este site utiliza cookies (mais sobre isso), para lhe oferecer também o melhor serviço online. Se você continuar a usar o nosso site, somente usaremos cookies tecnicamente necessários. Se você clicar em ""OK e descubra a KUKA"", você também concordará com o uso de cookies de marketing. Com um clique em ""Configurações de cookies"" você pode escolher, quais cookies nós usamos.

Configurações de cookies